A conhecerLazerMadeira
Em alta

O Cantinho: Uma poncha que dá-te asas

Há um "elixir divino" nos confins da freguesia de Machico.

O sítio do Marco é assim designado, exatamente por dividir  as freguesias de Machico e de Santo António da Serra, mas há mais motivos de interesse, nesta localidade situada no cimo do vale machiquense. Para além de dar lugar, mais recentemente, ao Parque Empresarial de Machico, onde se encontram as sedes e armazéns das principais empresas do Concelho e algumas da Região, o sítio do Marco é também a zona onde se situa o Snack-Bar “O Cantinho”.

Este estabelecimento, em funcionamento há quase 30 anos, fica localizado na Estrada da Lombada, mesmo atrás da Capela de Nossa Senhora das Preces, a cerca de 10 minutos de carro do centro de Machico. Fundado a 18 de dezembro de 1993, o Snack-Bar “O Cantinho” era um estabelecimento de pequena dimensão, apenas com espaço para duas mesas no interior e ainda um pequeno balcão, sendo que também tinha uma esplanada, que se mantém até hoje, e ainda mais duas divisões: loja agrícola e um salão de jogos, que continha uma mesa de bilhar, matraquilhos e ainda uma máquina de setas. Este espaço acaba por ser mais do que um simples bar, visto que é também um espaço de conveniência,  principalmente para a população local, que aqui se dirige para comprar ração para os animais, produtos agrícolas e ainda botijas de gás, evitando assim grandes deslocações.

O ano de 2011 ficou então marcado por um renascido ” Cantinho”,  alvo de uma remodelação que deu nova vida e dimensão a este espaço. O salão de jogos deixou de existir e a loja agrícola passou para uma garagem anexa ao bar, o que permitiu a criação de um novo espaço interior, com casa de banho mista e também televisão, e ainda a ampliação da divisão principal e do respetivo balcão, que passou a ter uma bancada de mármore em vez do antigo de metal. A antiga cor amarela deu lugar à cor salmão, sendo que os azulejos a imitar tijoleira também foram introduzidos na parte do interior e exterior do bar, de maneira a dar um novo visual, mais moderno. As casas de banho também foram renovadas. Para além das 9 mesas nos espaços interiores, e dos 5 lugares para se sentar ao balcão, também existem 5 mesas na esplanada e ainda pequenos balcões de madeira (interior e exterior), para que aqueles que prefiram ficar de pé tenham um lugar para pousar o copo.

Capela de Nossa Senhora das Preces

Para quem se deslocar de automóvel, o estacionamento não é problema. “O Cantinho” dispõe de um parque reservado a clientes (3 lugares), localizado nas traseiras, para além da berma da estrada (Lombada e Caminho da Ermida), que é também uma alternativa a ter em conta, dado que não impossibilita a passagem de outras viaturas.

O rosto deste negócio pertence a João Ricardo Gonçalves Santo, mais conhecido apenas pelo segundo nome. Atualmente com 46 anos, ficou sem a mãe aos 7 anos idade e passados 8 meses viria também a perder o pai, já com 8 anos. Apesar deste infortúnio, Ricardo foi criado pelos tios, como se de um filho se tratasse, tendo mais tarde como primeiro emprego a função de segurança, durante 2 anos. Depois trabalhou como mediador de seguros, atividade que mantém até hoje, de forma parcial, e ainda tirou um curso de agricultura. No final de 1993 viria a inaugurar o seu próprio negócio, do qual é gerente até aos dias de hoje, tornando-se num dos melhores “mestres” de poncha na Madeira.

Há um ditado popular que diz que “Santos da casa não fazem milagres”. Neste caso há uma inversão deste provérbio, visto que Ricardo Santo consegue mesmo fazer “milagres”, apenas com um “caralhinho” (pau de poncha/mechelote), um jarro, aguardente sacarina, mel, açúcar e fruta (laranja, limão, maracujá e tangerina), tudo bem misturado. A sua poncha é para muitos um remédio que faz jus ao seu apelido. O mais curioso disto tudo é o facto deste fazer a poncha como poucos, no entanto não ser adepto de bebidas brancas.

Ninguém me ensinou a fazer poncha. Fui aprendendo, aperfeiçoando, fui pedindo a opinião aos clientes, consegui aprimorar cada vez mais até estabelecer um padrão gustativo. O segredo é fazer tudo na hora, desde a extração do sumo da fruta até ao produto final!

“O Cantinho” está-se a tornar cada vez mais um ponto de referência da poncha e conta já com muitos apreciadores, de vários pontos da ilha, e até do estrangeiro, que se deslocam propositadamente até lá, com muita frequência, devido a esta afamada bebida e também aos famosos “dentinhos”(petiscos). Aliado a estes fatores, a simpatia e profissionalismo com que Ricardo atende os clientes, acaba por gerar laços e empatia com os mesmos, que encontram neste espaço um ambiente familiar e de confraternização.

A questão qualidade / preço é dos principais aspetos a ter em conta, visto que a maior parte dos preços praticados na Região rondam os 2€, enquanto no “O Cantinho” o custo desta bebida nunca ultrapassa 1,70€ (Poncha Regional e Pescador – 1,60€; Poncha de Maracujá e Tangerina – 1,70€).Para além das ponchas, também existe a Nikita Regional (bebida à base de gelado de baunilha e sumol ananás), com ou sem álcool, o Pé de Cabra (bebida à base de cacau, vinho e cerveja, servida num copo de balão) e ainda a Sidra (bebida alcoólica feita a partir da fermentação de maçãs).

Para acompanhar a bebida, nada melhor do que uma pequena dose de asas de frango fritas, como oferta. Este pitéu já é uma das imagens de marca deste Cantinho” do céu. Tens ainda outras opções, como por exemplo fígado de galinha, patinhas de porco, favas, moelas, batata frita, cavalas fritas, feijoada, dobrada, tremoços ou amendoins. O mais difícil será mesmo escolheres.

Horário de funcionamento:

  • 7h00 às 00h00 (segunda-feira a sábado);
  • 7h00 às 13h00 (domingo);
A MAV espera ter-te deixado com “poncha” na boca e convida-te a provares aquela que é considerada por muitos a melhor da Madeira. No “Cantinho” as tuas Preces serão concretizadas!

Redes Sociais:

https://www.facebook.com/joao.santo.127

Localização:

https://goo.gl/maps/Y4noR4yG8ktERFV49  

Avaliações:

https://pt.restaurantguru.com/O-Cantinho-Machico

User Rating: 4.83 ( 5 votes)

Artigos Relacionados

Um comentário

  1. A NIM agradece o teu comentário! Esperamos que tenhas gostado e que faças uma visita a este magnífico espaço. Continua a acompanhar-nos para conheceres novas histórias, experiências e locais de interesse, aqui na Madeira. #NewInMadeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Back to top button