Social
Em alta

Estás a par das medidas para travar a pandemia na Madeira?

O ano é novo, no entanto o Covid-19 ainda irá permanecer por mais algum tempo perto de nós. Para tal, o Governo Regional da Madeira apostou em medidas que visam minimizar os contactos entre pessoas de modo a tentar travar a pandemia.

Neste artigo, a NiM dá-te a conhecer o conjunto de medidas que se encontram em vigor até, pelo menos, ao dia 31 de janeiro e que têm por objetivo controlar os efeitos da pandemia.

  • Proibição do consumo de bebidas alcoólicas à porta dos estabelecimentos comerciais, de restauração, bebidas e similares, e fora dos lugares sentados no interior e nas esplanadas;
  • Recolher obrigatório de segunda a sexta-feira entre 19h00 e as 5h00 e ao fim-de-semana entre as 18h00 e as 5h00;
  • Suspensão das aulas presenciais no 3.º ciclo e no secundário;
  • Encerramento das atividades económicas às 18h00, de segunda à sexta, e às 17h00 aos fins-de-semana. As exceções são: farmácias, clínicas, consultórios médicos e veterinários, serviços de oxigénio e gases medicinais ao domicílio e postos de abastecimento de combustível só para abastecimento de veículos.

A estas diretrizes, acrescenta-se o dever cívico de sempre que possível manter-se em casa, evitando assim os aglomerados de pessoas nesta que é uma das piores fases de contágio desde o inicio da pandemia.

Não te esqueças: utiliza a máscara e desinfeta frequentemente as mãos!

Daniela Abreu

Técnica Superior de Comunicação e Media - Colaboradora da Blogazine - Blogue Pessoal: https://wordpress.com/view/danielaferreiraabreu.wordpress.com

Artigos Relacionados

Um comentário

  1. Sera que chegam estas medidas para travar o virus? Outros paises optaram por um lockdown total so sair para as compras e trabalhar, mesmo assim sem resultados animadores .
    O novo virus e de maior rapidez de transmissao e como ja comprovaram em Inglatera e mais mortal.
    Esperam que a Madeira recupere o mais rapido possivel pois precisa do turismo e porque tambem quero ir visitar a Madeira .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button